Texto sobre o Bolsa Família


É tão bom encontrar um texto e ao terminar de ler você sentir que valeu a pena cada frase, cada para parágrafo porque provocou reflexão e pelo conforto ao sentir que “eu teria escrito exatamente assim”. Escrevo sobre o texto da Psicanalista , que atua na saúde mental em MG e nos brinda com um assunto tão “rotineiro” no nosso trabalho na Política de Assistência Social e que é pautado por muitos equívocos e falácias.

A seguir um trecho do texto:  Entre Maria Louca e Maria Maluquinha tem um Bolsa Família.

 Por: Rita de Cássia de Araújo Almeida
Psicanalista
Trabalhadora de CAPS da Rede de Saúde Mental do SUS

“Quando ouço pessoas que criticam o Bolsa Família ou outro programa de transferência de renda, dizendo que ele acostuma mal as pessoas, estimula a preguiça e desvirtua o caráter, sinto vontade de vomitar. Quem diz isso, definitivamente, não sabe o que é miséria. Quem faz esse tipo de afirmação tosca e preconceituosa, para usar palavras publicáveis, nunca passou pela situação de encontrar em R$ 70,00 algum alento. Com pouquíssima probabilidade de errar, ninguém que está lendo agora este texto sabe, na carne, o real valor de R$ 70,00. Maria sabe. Muitos aqui vão duvidar, mas R$ 70,00 ou R$ 130,00 (média nacional do valor repassado para cada família com o Bolsa Família), é capaz de reduzir o enorme abismo entre a miséria e a pobreza, e com isso, viabilizar um status inicial necessário para acessar qualquer outro tipo possível de justiça social: ser visto” –  Dê um pulinho alí no Blog dela e leia este texto na íntegra, vale a pena : Não sou eu quem me navega, quem me navega é o mar…

13 comentários

  1. Realmente vale muito a pena ler o texto, existe tantas criticas em relação ao Bolsa Família não só pela sociedade no geral mas até por profissionais da área social vejo muito isso ocorrer,acho que todos temos o direito de pensar diferente mas antes de criticar deve conhecer realmente o programa e não apenas ficar repetindo discursos..

    Curtir

  2. Muito bom esse texto, Rozana, e de fato, tenho contato com outras Marias como esta do texto, embora ainda estejam no processo de empoderamento. Penso que as críticas em relação ao Bolsa Família se devem ao fato de, nem todas as pessoas saberem da real finalidade do benefício, ser algo provisório que vai dar oportunidade para começar a dar os próximos passos rumo à autonomia. Existem algumas pessoas que, se pudessem, ficariam deitadas em casa, esperando que alguém saque o dinheiro no banco pra elas, ou então, não querem mais trabalhar pra complementar a renda, enfim. Existem casos e casos, e na nossa atuação, é fundamental que, continuemos deixando muito claro que é melhor “ensinar a pescar” do que oferecer o peixe pronto! Achei muito legal o ponto de vista da colega, pois nos mostra que o Bolsa Família não é algo totalmente negativo e que precisa ser melhor esclarecido para os nossos usuários! Forte abraço e até breve!

    Curtir

    1. Obrigada pela sua participação Karine! quanto a questão de comodismo colocada, isso é objeto de nossa atuação, e devemos partir do princípio que o fato de ficar “deitada” não foi causado pelo BF, mas por uma condição subjetiva ou objetiva já instalada frente a precariedade ou nulo acesso a direitos.
      Um abraço!

      Curtir

  3. Ola, Boa Tarde! Gostaria muito se vcs postassem textos sobre a psicologia e nas polticas pblicas, pois estou fazendo um artigo na faculdade e amo os textos que postam so faceis de entender e de tira concluses. Desde j agradeo. Abraos

    Grecimeire B .Almeida Cel. (31) 8516-5799 ou (31) 9303-6274

    Date: Sun, 3 Nov 2013 17:25:20 +0000 To: greice19.05@hotmail.com

    Curtir

  4. Muita gente já criticou o bolsa família perto de mim, eu não disse nada, mas pensei exatamente isso. Pois o homem em condições de desfrutar das “belezas” da vida, tem as vezes dificuldade de entender a diferença entre o básico da sobrevivência e o outro lado da história, onde o homem tem que aprender a “pescas” e as vezes não há “rios’, quando há, não há “peixes” e quanto tem ambos, falta o conhecimento para a “pesca”. Bolsa família é o mínimo que a união fez, pois ainda estamos em uma era onde a política é precária – a grande maioria é feita pelo o poder econômica e pelo “companheirismo”. Já que falei que a política é precária, vou dar um exemplo: A maioria dos recursos de campanha eleitoral são de doações de empresas. É sabido, que estas irão querer o ressarcimento de alguma forma (ou alguém doa dinheiro? não conheço ninguém!) – sistema onde começa o maior desvio de verbas públicas. Quase todos sabem, mas infelizmente o sistema atual ainda é esse. Então, na própria eleição, começa um princípio que só dificulta uma melhor distribuição de renda neste pais, onde a saúde, educação e saneamento básico continua gatinhando. O pais está melhorando em uma certa aceleração, (que aceleração?) – não sei dizer pra todos, mas no meio, há muita injustiça de todas as formas e há muitas pessoas privadas de desfrutar de uma vida comum por motivos sociais, culturais e etc. O que resta a nós é votar consciente e lutar para mudar o mundo, pelo menos o nosso mundo interior.

    Curtir

    1. Que felicidade e emoção ao ler seu comentário! Obrigada Zaque!! belas reflexões resultantes de um posicionamento diferenciado, crítico/político diante das agruras da sociedade e dos sonhos por um melhor viver!
      Um abraço fraterno e com muita admiração!

      Curtir

      1. Parabéns pelo trabalho e continue assim sempre, acreditando no potencial e na ótima intuição sobre política social. Saiba que sua iniciativa é muito importe, pois a nossa sociedade só vai ser melhor como tanto queremos, quando o cidadão entender o seu papel como componente neste ciclo. É importante entender, pois, quando há uma “ferida” na sociedade, componente (s) do ciclo deixou a desejar hoje ou no passado. Forte abraço

        Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s