O_CRAS_que_temos_O_CRAS_que_queremos[1]

O_CRAS_que_temos_O_CRAS_que_queremos[1]

23 respostas para “O_CRAS_que_temos_O_CRAS_que_queremos[1]”.

  1. Bom dia!!Fiquei super interessado nesa material, será possível enviar-me E-mai: frutuoso.neide@gmail.com

    Curtir

  2. bom dia tudo bem.. gostaria de receber o material O CRAS que temos, o CRAS que queremos. você consegue enviar por email para mim por favor.. dani_8288@hotmail.com

    Curtir

    1. Oi Daniela, o link para baixar não está ativado? Posso encaminhar, mas pra ser mais rápido o seu acesso sugiro fazer pesquisa direto no Google ou site MDS. Em breve irei atualizar os links, certo? Um abraço

      Curtir

  3. Desculpe! correção do seu nome…Rosana.

    Curtir

    1. Você é demais, Gecilda! 😉 e cadê o Z? kkk

      Curtir

  4. Ola! Rosane, gostaria de te contar uma novidade…estou trabalhando no CRAS ha um mês, pois é, a secretaria de assistência social realizou a troca entre as assistentes sociais do CRAS para o CREAS e vice versa…Agora preciso muito de sua ajuda sobre as ações do PAIF e SCFV, passe algum material para o meu e-mail, quando tiver um tempo.(geas.tavares@hotmail.com)…Beijos conto com a sua ajuda, ha não paro de fuçar aqui seu blog–Beijos Gecilda-Posto da Mata-Nova Viçosa-Ba

    Curtir

    1. Oi Gecilda!!
      Que maravilha receber sua participação aqui! e desejo sucesso nesta nova etapa!
      Bom, a questão é que sugiro isso que já está fazendo rsrs – é navegar por aqui mesmo, pois os materiais que tenho estão todos disponíveis aqui (use o recurso de pesquisa na coluna direita, ajuda bastante a encontrar os materiais).

      Um grande abraço pra você e todos aí de Posto da Mata! em quem sabe em breve não nos encontraremos novamente? 🙂

      Curtir

  5. Olá Rozana, sou psicóloga, atuo há pouco tempo no CRAS e acompanho seu blog SEMPRE!!!rs Gostaria de agradecer-lhe pelo excelente trabalho que realiza, vc tem me ajudado muito!!! Obrigada pela iniciativa e generosidade!!!
    Um grande abraço,
    Nathália

    Curtir

    1. Oi Nathália! confesso que é tão bom receber comentários com teor como o seu!! é muito legal sentir que as postagens chegam até outros colegas de trabalho e contribuem de alguma forma!
      Contarei com sua presença mais vezes! um abraço

      Curtir

  6. Oliar para á Rozana…
    Fui tentar ler o material , mas não consegui acessar ..
    Será que vc pode enviar para o meu email; fspgarcia@hotmail.com

    Curtir

    1. Oi Carmem, está tudo certo com o link, contudo enviei o arquivo por e-mail! ok?

      Curtir

  7. Olá Rozana, bom dia
    Trabalho como psicóloga em um CRAS no interior de Minas Gerais e tenho desenvolvido trabalhos de convivência com idosos que recebem BPC, projetos com crianças e adolescentes,dentre outros….gostaria mto que se possível vc me enviasse materiais, projetos que possam me auxiliar…Desde já agradeço-lhe e parabenizo-a pelo excelente blog…

    Meu e-mail é luziacastanon@bol.com.br

    Curtir

    1. Oi Luzia, acho que já nos falamos, nê? ou não?!! me reenvie um contato

      Curtir

  8. Estava conhecendo seu blog e me interessei muito, pois sou assistente social e estou trabalhando no CRAS a pouco tempo. Sinto ainda um pouco de dificuldades por eu estar conhecendo quais são realmente os objetivos dessa instituição, até mesmo porque o CRAS é novo no município. Gostaria de pedir se pode me auxiliar com alguns projetos que realiza se puder mandar por email agradeço. sulesantana@bol.com.br
    enfim, gostaria de parabenizar por esse espaço e dizer que seu blog está me auxiliando com muitas questões.

    Curtir

    1. Oi Sueli, obrigada!
      Você já leu o texto: O CRAS que temos e o CRAS que queremos? é um documento de orientação técnica do MDS. Você pode baixá-lo aqui no blog ou no site do MDS!
      E como o CRAS é novo, comece ofertando e priorizando toda ação que sugere o PAIF. Vocês terão muito trabalho!!! e o melhor já iniciam fazendo algo preconizado pela NOB/SUAS, Tipificação, PNAS…
      vamos nos falando…

      Curtir

  9. Olá Rozana..

    Estava conhecendo seu blog e me interessei muito, pois sou psicóloga e estou trabalhando no CRAS a pouco tempo. Sinto ainda um pouco de dificuldades por eu estar conhecendo quais são realmente os objetivos dessa instituição, até mesmo porque o CRAS é novo no município. Gostaria de pedir se pode me auxiliar com alguns projetos que realiza com crianças, adolescentes… se puder mandar por email agradeço. sabrinapsi09@gmail.com
    enfim, gostaria de parabenizar por esse espaço e dizer que seu blog está me auxiliando com muitas questões.

    Abraços!

    Curtir

    1. Oi Sabrina, que bom que está usando este espaço! e se tiver interesse deixe sugestões, informações do seu trabalho ai, medie os comentários de outros colegas, enfim, fique à vontade pra participar sempre!
      Bom, eu não tenho nada especifico para crinças e adolescentes 😦 – eu atuo mais com grupos de famílias ( gestantes,adultos e idosos), ainda não referenciei nehum trabalho com crianças e adolescentes!!!
      é para trabalho em SCFV?
      Mas, tomara que alguém nos repsonda e colabore conosco!

      um abço

      Curtir

  10. Oi Rozana…

    Esse material é muito bom, da um norte para atuação do psicologo dentro do CRAS principalmente no PAIF. Porém fiquei com uma dúvida: qual é a diferença de acompanhamento familiar em grupo e Oficina de Convivência Familiar?.
    Sou leitora assídua do seu blog e tem me ajudado muito, pois trabalho a pouco tempo nessa área. Parabéns

    Karine

    Curtir

    1. Karine,
      A oficina de convivência familiar, é uma ação do PAIF e tem característIca de atendimento ( no caso coletivo) VEJA A TABELA no texto – está mais fácil de diferenciar. Eu prefiro nomear como grupos socioeducativos, pois o próprio texto diz: “(As oficinas constituem, assim, uma ação socioeducativa, na medida em que contribuem para a construção de novos conhecimentos; favorecem o diálogo e o convívio com as diferenças …)” mas é que é muito imbricado o trabalho de convivência e socioeducação!
      Já o acompanhamento familiar é a ação posterior aos atendimentos! não siginifica que uma ação está condicionada à outra, vai depender das situações/ diagnósticos…
      Em resumo, a oficina é mais informativa e o acompanhamento familiar (em grupo) é COM FOCO nas vulnerabilidades e situações apresentadas pelas famílias.
      Obrigada pela sua pergunta! bem bacana para ajudar na apropriação dos materiais lidos!

      Curtir

      1. Obrigada Rozana!!! O blog me ajuda muito.

        Curtir

        1. oi Karine, obrigada
          Estamos nos comunicando também pela página no facebook, nê?
          https://www.facebook.com/#!/CRASpsicologia

          Curtir

  11. …o documento que ora apresentamos é bastante pertinente e tem o intuito
    de colaborar para a qualificação do PAIF, além de reforçar a compreensão de que a
    oferta de serviços depende de planejamento, organização e gestão. Nesta esteira, chama-
    se atenção para a principal ferramenta do SUAS, os recursos humanos, que precisam ser
    alocados nas funções segundo seu perfil, de forma a assegurar que sejam valorizados,
    capacitados e orientados…

    Curtir

Deixe uma resposta para karine Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s